NOSSA CIDADE / Turismo

Carlópolis e o Turismo

O município, situado às margens da Represa da Usina Hidrelétrica de Chavantes, que tem uma área inundada de aproximadamente 116 km², fazendo limite com o Estado de São Paulo.

Além de sua localização geográfica, tem a seu favor alguns fatores fundamentais para garantir um desenvolvimento diferenciado em relação às demais cidades da região.

Dentre eles se destaca a beleza da paisagem, proporcionada pela represa, que aliada ao clima, extremamente favorável à atividade turística e outras a ela relacionada (como a pesca esportiva), já exercem forte atração na região. O município recebe milhares de turistas e pescadores devido a grande quantidade e diversidade de peixes existentes na represa.

Atualmente o município integra o Projeto Angra Doce, que visa o desenvolvimento sustentável do Turismo no entorno da represa de Chavantes, nos Estados do Paraná e São Paulo.

A Represa de Chavantes

A intervenção do homem no rio Itararé, na divisa de São Paulo com o Paraná, criou mais que um mega reservatório para geração de energia elétrica. A inundação de uma área com quase 60 mil hectares, o equivalente à baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, também criou um “mar de água doce”. Boa notícia para quem mora na região e pode desfrutar de um recanto ainda pouco explorado, ideal para camping, pesca e esportes náuticos. Longe dos grandes centros urbanos, com águas transparentes e belas ilhas, a represa de Chavantes tem atraído empreendimentos imobiliários (condomínios) e novos hotéis. Com uma indústria turística ainda incipiente, o lagos tem potencial para beneficiar cidades como Fartura, Barão de Antonina, Chavantes e Ourinhos, do lado paulista; Ribeirão Claro, Carlópolis e Siqueira Campos, na margem paranaense.

Goiabas de Carlópolis

Angra Doce - Carlópolis e Ribeirão Claro

Belezas da Represa de Chavantes por Célio Júnior

Horário de atendimento SEGUNDA A SEXTA DAS 08h ÀS 11h30 E DAS 13h ÀS 17h.

Última Atualização do site:   09/09/2020 18:50:56